Quer Ajuda?

Quem é você?

Seta Quer Ajuda Seta Quer Ajuda

Qual seu interesse?

Seta Quer Ajuda Seta Quer Ajuda

Qual sua necessidade?

Institucional: Notícias | Portal SESI

Institucional

Notícias

Estudantes do SESI Bahia participam de feira de ciências nos Estados Unidos

Editoral:

João Vitor Pereira, Gabriel Negrão Morais e Marcos Pereira vão representar a Bahia nos Estados Unidos/Foto: Betto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB
 
 
Os estudantes da Escola SESI Djalma Pessoa, Marcos Pereira e João Vitor Oliveira, vão representar a Bahia nos Estados Unidos. Eles vão participar de uma das principais feiras científicas internacionais, a Intel-Isef - Feira Internacional de Ciências e Engenharia (International Science and Engineering Fair, na sigla em inglês), que será realizada entre os dias 13 e 18 de maio, no estado da Pensilvânia.
 
Eles conquistaram a vaga na semana passada, ao serem reconhecidos com o 1º lugar na categoria Ciências Biológicas e o Prêmio Destaque - Unidade da Federação, da 16ª edição da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), realizada pela Universidade de São Paulo (USP), entre os dias 13 e 15 deste mês.
 
Com isso, o SESI Bahia terá três representantes no evento. O estudante Gabriel Negrão Morais foi selecionado na Mostratec 2017 e foi o primeiro da equipe do Programa de Iniciação Científica da Escola SESI Djalma Pessoa a conquistar uma credencial para o evento americano.
 
Os estudantes vão para os Estados Unidos com todas as despesas pagas. A Intel-Isef é realizada desde 1950 e reúne os melhores projetos selecionados de 78 nações. É também considerada a maior feira de ciências pré-universitária do mundo.
 

Gabriel Negrão conquistou vaga na Intel-Isef na Mostratec 2017 Foto: Betto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

Gabriel Negrão conquistou vaga na Intel-Isef na Mostratec 2017 Foto: Betto Jr./Coperphoto/Sistema FIEB

 
O passaporte para Gabriel Negrão Morais conquistar uma vaga na Intel-Isef, durante na Mostra Internacional de Ciências e Tecnologia (Mostratec), realizada no Rio Grande do Sul, no final de 2017, foi o “Estudo sobre a síntese orgânica assimétrica do álcool 1-feniletanol através de processos biocatalítico, utilizando-se casca de laranja (Citrus sinensis)”, projeto da linha de pesquisa Bioquímica e Química. Com o trabalho, ele conquistou o 2º lugar na classificação geral, além do Prêmio Destaque da Mostratec 2017.
 
 
COPA DO MUNDO DA CIÊNCIA
 
O estudante Marcos Felipe Pereira, 18, não esconde a realização de poder participar da Inte-Isef, evento em que todos os pesquisadores só se credenciam se forem premiados em uma das feiras de ciência habilitadas. “Para nós, ter sido selecionado para integrar a delegação brasileira é uma grande conquista. É como se eu estivesse participando de uma Copa do Mundo, representando o nosso país”, compara o estudante.
 
Marcos Felipe e João Vitor pesquisaram uma alga que permite a redução de CO2 na atmosfera Foto Betto Jr. / Coperphoto/Sistema FIEB
 
Marcos Felipe e João Vitor pesquisaram uma alga que permite a redução de CO2 na atmosfera / Foto Betto Jr. / Coperphoto/Sistema FIEB
 
 
A participação em eventos científicos tem sido uma oportunidade que Marcos considera fundamental para seu desenvolvimento acadêmico. “A gente sabe que para que um trabalho de pesquisa avance, além dos resultado obtidos, é importante divulgá-lo e ter a avaliação de outras pessoas e é esta oportunidade que estamos tendo ao participar de eventos como este, quando ocorre também muita troca de informação”, explica.
 
 
Além do 1º lugar na categoria Ciências Biológicas com a pesquisa “Redução dos níveis do CO2 antrópico na atmosfera utilizando microalgas da espécie Dunaliella salina e aproveitamento de sua biomassa para reprodução de tensoativo”, Marcos Felipe Pereira e João Vitor Oliveira também receberam certificação de destaque internacional pela empresa Ricoh de Desenvolvimento Sustentável.
 
 
A gerente de educação do SESI Bahia, Cléssia Lobo, destaca a importância deste reconhecimento. “O fato de a Bahia estar sendo representada internacionalmente no maior evento científico pré-universitário do mundo por três estudantes mostra que o SESI Bahia está certo ao investir na iniciação científica no ensino médio como ferramenta de aprendizagem e desenvolvimento do protagonismo do estudante na sua preparação para a vida profissional e acadêmica”, destaca.
 
 
OUTRAS PREMIAÇÕES
Todos estes projetos fazem parte do Programa de Iniciação Científica Júnior da Rede SESI de educação e foram realizados sob a orientação do professor Fernando Moutinho, que coordena o núcleo de pesquisa.
 
O projeto da dupla Marcos Pereira e João Vitor Oliveira também foi premiado no Desafio CO2, premiação científica promovida pelo Instituto Akatu e Dow. O projeto conquistou, ainda, o 4º lugar na categoria Ciências Ambientais e se credenciou para a Mocinn 2018 (Mostra de Ciência do Norte e Nordeste). Também foi destaque em prêmios estaduais, obtendo o 1º lugar no Encontro de Jovens Cientistas, promovido pela Universidade Federal da Bahia, em novembro de 2017.