Institucional: Notícias | Portal SESI

Institucional

Notícias

Da Bahia para Abu Dhabi: estudantes do SESI vão representar o Brasil no mundial de Fórmula 1 nas Escolas

Editoral: Educação

Estudantes do SESI Bahia vão carimbar o passaporte em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, para a etapa mundial do Torneio SESI F1 nas Escolas, que será realizada durante o Grande Prêmio de Fórmula 1, em novembro. Os jovens baianos conquistaram o 1º lugar na disputa brasileira, no Rio de Janeiro, garantindo a vaga no torneio internacional. A competição terá representantes de outros 42 países.

A equipe SevenSpeed, que venceu também em outras quatro categorias da etapa brasileira, projetou o carro mais veloz da competição. O time é formado por alunos do ensino médio da Escola SESI Reitor Miguel Calmon, em Salvador, e tem como técnico o professor de Robótica Robson Nunes. Eles terão a oportunidade de conhecer os bastidores da corrida Fórmula 1 e terão contato com os melhores técnicos e engenheiros das grandes escuderias mundiais, além dos pilotos.

 

Para Beatriz Mota, líder da equipe, o sentimento é de êxtase. “A gente vinha trabalhando muito e não imaginávamos que iríamos trazer tantos prêmios para casa. Vencer a competição significa não apenas representar a nossa escola, o nosso estado e o nosso país, é também mostrar que na Bahia há jovens cientistas que precisam ser reconhecidos”, pontuou a estudante.

Além, de Beatriz Mota de Sena, também integram a equipe vencedora Beatriz Valongo Gaspar, Ícaro Canela Teixeira de Almeida, Franciele Silva de Moraes, Geovane de Souza Santos e João Vitor Bezerra Dias. Beatriz Valongo foi a diretora de finanças da equipe e Franciele cuidou de marketing e da diretoria de relações públicas. Geovane Santos atuou como captador de patrocínios e João foi o designer de engenharia, enquanto Ícaro se debruçou sobre a engenharia de manufatura para conceber o protótipo vencedor da competição.

Estreantes nesta categoria, os estudantes do SESI Bahia tiveram pouco mais de quatro meses para montar uma escuderia, projetar um carro de fórmula 1 em miniatura e estudar todos os desafios da aerodinâmica e concepção de um projeto de carro para vencer a competição, que envolveu 17 equipes de todo o Brasil. Os estudantes contaram com o apoio do SENAI Cimatec, por meio de orientações de professores e técnicos dos laboratórios de engenharia de automóveis, resultando na concepção do projeto do carro vitorioso.

F1 NAS ESCOLAS – Esta foi a quarta edição do F1 nas Escolas no Brasil e a primeira realizada pelo SESI. O projeto é oficialmente vinculado à Fórmula 1 e tem o objetivo de preparar alunos do ensino médio para os desafios do mundo profissional. As etapas envolvem a criação de uma escuderia de F1; a elaboração de planos de negócio, marketing, patrocínio e projeto social; a elaboração de projeto e construção de carros de F1 em miniatura; e as corridas de velocidade.

Iniciado há 17 anos na Inglaterra, o projeto já passou por 47 países, com mais de 3 milhões de alunos alcançados. A metodologia envolve uma parceria entre professor e aluno, na qual o estudante assume o papel de ator principal e o professor o de mediador e estimulador.