Institucional: Notícias | Portal SESI

Institucional

Notícias

Escola SESI: Estudante conquista bolsa em tradicional universidade americana

Editoral: Educação

Gabriel Cunha, 19 anos, concluiu o ensino médio em 2018, ano em que fez a primeira tentativa para entrar numa universidade norte-americana. Ele até que conseguiu ser aprovado em algumas instituições, mas precisava garantir uma bolsa de estudos. Gabriel não desistiu e dois anos depois, conseguiu realizar seu objetivo. No segundo semestre deste ano ele será aluno bolsista da Tufts University, universidade privada do estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, e que abriga a mais antiga escola de graduação em Relações Internacionais dos EUA, a The Fletcher School of Law and Diplomacy. 
 
 
 
A conquista da vaga teve um significado especial para Gabriel, que dedicou um ano de estudos, após a conclusão do ensino médio, para se preparar para as provas da universidade. Para isso, contou com o apoio da família, que apoiou o projeto do filho. “Minha família foi muito importante. Fiquei um ano em casa me preparando para as provas. Meus pais não sabiam como funcionava o processo e foi fundamental eles confiarem em mim”, explica o jovem.  
 
 
 
O desejo de estudar fora do país ficou mais forte em 2018, quando Gabriel ainda estudava na Escola SESI Djalma Pessoa, localizada no bairro de Piatã. Neste ano, ele viveu uma experiência rara para um estudante baiano. Com o apoio da escola, que garantiu as passagens para que ele pudesse participar do programa, Gabriel passou duas semanas no programa de verão em uma das mais prestigiadas universidades norte americanas: Yale. No Yale Young Global Scholars ele teve a oportunidade de contato com estudantes de 130 países e voltou de lá ainda mais motivado a ter uma experiência universitária internacional. 
 
 
 
Na escola, Gabriel revela que aproveitou todas as oportunidades que a instituição ofereceu. “Desde o 1º ano do ensino médio comecei a participar da Oficina Cidadania Jovem, que prepara os alunos da escola para o Parlamento Jovem, um programa do Congresso Nacional. Em 2017, fui um dos selecionados da Bahia para ser deputado jovem e, em paralelo, também participei do Clube de Relações Internacionais da escola, que faz simulações de assembleias da ONU (foi presidente do Clube). Tudo isso me preparou para traçar o caminho até a Universidade de Tufts”, conta o estudante. 
 
 
 
Gabriel, que estudou no SESI desde o ensino fundamental, acredita que para realizar sonhos é preciso se empenhar. “Sempre fui muito engajado nos projetos que o SESI oferecia e também procurei viabilizar meus projetos de outras formas, buscando me informar sobre o que precisava estudar para as provas de seleção. O conhecimento de inglês foi também muito importante”, esclarece sobre os desafios que teve que se impor para atingir suas metas. Para ele, o mais difícil foi se preparar para as provas de matemática e literatura, que a universidade exige. No final, deu tudo certo. 
 
 
 
Gabriel Cunha considera que a estrutura que a Escola SESI ofereceu foi fundamental. “As atividades fizeram toda a diferença para mim. Os professores estavam sempre disponíveis e foram fundamentais”, destaca.  
 
 
FOCO E DETERMINAÇÃO 
 
 
Um desses professores foi Leandro Passos, que ensina Sociologia na Escola SESI Djalma Pessoa e está também à frente da preparação dos estudantes para o Parlamento Jovem. “Comecei a ter contato com Gabriel no 2º ano porque ele se interessou pelo Parlamento Jovem. Ele conseguiu aprovação já no 2º ano e o que chamou a atenção nele foi a sua determinação”, destaca o professor. Outra característica que ele identificou em Gabriel foi que ele sabe quais são as dificuldades, mas tem resiliência para montar nova estratégia e ir além.  
 
 
 
Sobre a conquista do ex-aluno, Leandro conta que o sucesso dos seus alunos é o que realiza o professor. “Nosso maior objetivo é transformar a vida dos nossos alunos e o exemplo de Gabriel mostra que nosso esforço está no caminho certo”, acrescenta.  
 
Com perfil desbravador, Gabriel esteve na escola neste início de ano letivo para compartilhar com os estudantes inscritos no Clube de Relações Internacionais e na Oficina Cidadania Jovem sua experiência e motivar outros estudantes a não desistirem de seus objetivos. 
 
 
Gabriel participou, dia 19 de fevereiro, de encontro com jovens envolvidos com projetos de cidadania da Escola Djalma Pessoa
 
 
 
A partida para os Estados Unidos está programada para o mês de agosto, pouco antes do início do ano letivo. Até lá, Gabriel está administrando a ansiedade antes de mergulhar de vez nos estudos. A meta é investir nas áreas de Relações Internacionais e Economia. E o futuro? Ele prefere não fazer planos, mas tem um norte: “gostaria de no futuro poder trabalhar em organizações globais, a exemplo da ONU e do Banco Mundial”. Duvida que ele chegue lá?